quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Lola e o Garoto da Caso ao Lado - Stephanie Perkins


N° de páginas: 288
Capa do Livro: 5 estrelas
Livro: 3 estrelas


- Estamos fantasiados de gêmeos.
Lindsey devolve o sorriso.
- Humm, agora estou vendo. Fraternos ou idênticos?
- Ficaria surpresa com quantidade de gente que pergunta isso - diz Cricket.
- O que vocês respondem? - Pergunta Lindsey.
- Que eu tenho pênis.
Ai, meu Deus. Minhas bochechas ardem enquanto todos explodem em risos. Pense em outra coisa, Dolores. QUALQUER outra coisa. Pepinos. Bananas. Abobrinhas. AHHHH! NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO. Viro o rosto para outro lado enquanto Calliope simula um som de gente tagarelando.

Obs: Não deixe de conferir a resenha de Anna e o Beijo Francês aqui no AMNL.

Lola Nolan é uma garota de 17 anos, extremamente talentosa como designer de moda e com apenas 3 desejos simples: 1. Ir ao baile da escola vestida de Maria Antonieta; 2. Que seus pais aprovem seu namorado rockstar, mais velho e convencido; 3. Por último, mais não menos importantes: Nunca mais ver os gêmeos Bell em sua vida. E isso é tudo o que ela quer, porém, o destino resolveu lhe pregar peças.

Apesar de ter ADORADO Anna e o Beijo Francês, da mesma autora, infelizmente Lola e o Garoto da Casa ao Lado não foi nem de longe tão bom, na minha opinião. Faltou bom humor e carisma na protagonista, pois Lola é insatisfeita, aborrecente e completamente submissa à seu namorado-mais velho-rockeiro-descolado, Max. Ela o trata como se o cara fosse um Deus. Por muitas vezes pensei em desistir da história, se não fosse por alguns pontos altos, eu realmente teria desistido.

Apesar de ter demorado para me conectar com a personagem e realmente não posso dizer que gostei dela, a partir do capítulo 21 eu consegui ler num ritmo mais empolgante, pois toda aquela energia depressiva e indecisa da Lola já havia passado e ela começou a tomar as decisões corretas e a valorizar as pessoas que estavam a sua volta.

Quanto à Cricket, sinceramente? De tão apaixonado que o garoto era, ele me pareceu bobo. Mas os últimos capítulos mostram que ele tem atitude. Porém, é inevitável não fazer comparações com Étienne, que é simplesmente incrível. rs

Falando em Étienne, ele e Anna aparecem com frequência na história, o que me deixou feliz, mas por essas cenas serem narradas pela amargurada Lola, até mesmo eles ficaram um tanto, sem sal. Ok. Detectado problemas sérios de antipatia com a protagonista. Hm.. Não que eu não tenha motivos para isso.

Agora, os personagens mais carismáticos do livro, com certeza são os pais de Lola, o rígido e divertido casal gay: Andy e Nathan. Além de tornarem a história mais interessante, eles também nos fazem dar algumas risadas.

Uma curiosidade é que o próximo livro que Stephanie Perkins irá lançar será Isla and the Happily Ever After, já sabemos que os livros da autora são classificados como "companion novel" ou "romances companheiros", portanto, se você lembrar quem é a Isla (ler Anna e o beijo francês) e tiver lido Lola e o garoto da casa ao lado, terá uma ideia de qual será a base do próximo livro. hihi *-* Apesar de estar decepcionada com Lola, confesso que eu realmente quero ler o terceiro livro de Perkins.

É, depois de malhar a protagonista do livro, confesso que a leitura não foi de todo ruim, simplesmente não saiu como eu esperava. Mas de qualquer forma, classifico com 3 estrelas. 

domingo, 16 de dezembro de 2012

Top Five: As melhores Openings - Animes

Olá pessoal! Eu nunca fiz nenhum post do tipo de Top 5 aqui no blog, então resolvi estreá-lo selecionando as aberturas de anime mais legais que eu já vi. *O* Não estou levando em consideração apenas o quanto eu gostei do anime, mas sim em quantas vezes eu voltei para a Opening só para poder assisti-la novamente. 

Fiquem à vontade para compartilhar suas opiniões, seja para concordar ou discordar, mas não esqueçam: a educação é sempre bem vinda rs. Não estou dizendo que a minha lista é uma verdade absoluta, é simplesmente a minha opinião.

Bem, Vamos lá!

5) Kimi ni Todoke - Opening 1
Sei que sou MEGA suspeita pra falar de Kimi, mas essa opening é simplesmente uma GRACINHA *-* E eu adoro essa música, é fofa demais *O* Confiram:


4) Hana Yori Dango
Não creio que alguém irá dizer que essa música não é viciante u-u O anime é antigo, mas além de ser MUITO BOM tem uma opening super feliz, divertida e dançante. kkkk Eu adoro e tenho a música no meu celular.



3) Shiki - Opening 1
De primeira achei tudo muito chato, mas sempre deixava a opening acontecer, até que no 5° episódio eu pensei "Cara, essa abertura é boooa" e pronto, VICIEI. Achei perfeita para o anime. É do tipo que a música também foi parar no meu celular. kkk 
ps: Vocês precisam assistir Shiki!!! É bom pra caramba.



2) Death Note - Opening 2 
PARA TUDO! A 1° opening é realmente MUITO BOA, mas gente, eu acho a  2° incrível!! É bem mais policial, todo mundo ficou super badass e a música é bem agressiva, mais porrada, sabe? Tudo a ver com o anime. 



1) Fruits Basket
E por último... Ahhhhh!!! Fruits Basket é o anime mais fofo do mundo. Talvez vocês pensassem que Kimi ni Todoke era o meu preferido, mas não, o que mais gosto é Fruits Basket. Amo tudo nele e essa opening, apesar de ser bem simples, para mim é que merece o 1° lugar. Acho que por a letra da música ser totalmente compatível com a história, dá pra ver que foi escolhida com carinho. Fico até emocionada, Fruits Basket é incrível!  



E foi isso! Espero que tenham gostado do meu Top Five rs. Eu queria ter colocado muitas outras openings a de Another e Inuyasha, por exemplo, fazer um Top 10, mas achei que ficaria com muita informação, mas é bom que fico com mais material para posts futuros. rs 

Um beijo e até a próxima!

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

BookPhoto #8

Demorou, mas aqui está o BookPhoto referente aos meses de Outubro e Novembro.  
Tem bastante livros, pois meu aniversário foi em outubro e eu acabei pedindo livros demais. rs  Vida que segue \o/



1# Extremamente Alto & Incrivelmente Perto - Jonathan Safran Foer
O livro conta a história de Oskar Schell, um menino prodígio de 9 anos e agora, órfão. Seu pai morreu no dia 11 de setembro, mais especificamente, no ataque às torres gêmeas. A partir daí, Oskar parte numa jornada à procura de uma fechadura para a chave encontrada no closet de seu pai e sua única pista é palavra "Black" escrita no verso do envelope onde estava a chave.
Esse livro parece ser muito bom e também muito triste, será minha próxima leitura.

2# A estrela mais brilhante do céu - Marian Keyes
Eu não tive uma boa experiência com um outro livro da autora, Melancia. Simplesmente não consegui concluir a leitura e acho que ele é um dos motivos de Chick Lit não ser meu gênero de leitura preferido. Porém, A estrela mais brilhante do céu, vem com uma temática diferente e foi uma recomendação da Giu Fernandes, quero conferir se esse livro é realmente tão bom assim. 

3# Histórias Extraordinárias - Edgar Allan Poe
Eu ADORO filmes de terror, mas confesso que nunca li nenhum livro desse gênero #shame E pelo que eu sei, Edgar Allan Poe é um dos mestres do Terror, então, nada melhor que começar por ele, certo?
O livro Histórias Extraordinárias é uma coletânea com os principais contos do autor, como: O gato preto, O poço e o pêndulo e O escaravelho de ouro.
Sem contar, que essa versão de bolso além de barata é uma gracinha.
  

4# A culpa é das estrelas - John Green
O favorito do ano. Esse livro é muito, muito bom. Não irei falar muito dele, porque pretendo resenhá-lo. Mas garanto, é uma leitura que vale muito e pena.

5# Sonho de uma noite de verão - William Shakespeare
É um dos livros do Shakespeare que eu mais tinha vontade de ler. Não consigo nem contar quantos filmes e desenhos foram baseados nesse filme. rs

6# Harry Potter e a Pedra Filosofal - J.K. Rowling
E FINALMENTE comprei meu Harry Potter. Sempre quis ler a série e descobrir porque todos são tão fascinados por ela, dessa vez peguei uma promoção em que a maioria dos livros estavam por 9,90... não tinha como ignorar. rs
Eu já estou lendo, terminando, na verdade. Estou louca pra chegar logo no Prisioneiro de Azkaban hihi (Sirius *.*).



7# Queda de Gigantes - Ken Follet
Primeiro volume da trilogia O Século. 
"As potências da Europa estão prestes a entrar em guerra, os trabalhadores não aguentam mais ser explorados pela aristocracia e as mulheres clamam por seus direitos."
Ken Folet irá entrelaçar fatos e personagens fictícios com a nossa realidade. O livro promete ser uma verdadeira aula de história contada do ponto de vista de pessoas comuns que lutaram na 1° Guerra Mundial, ajudaram a realizar a Revolução Russa e tornaram real o sufrágio feminino. 
UAU!! Foi o que eu pensei quando li toda a sinopse do livro. Não vejo a hora de começar a ler Queda de Gigantes.

8# O nome do vento - Patrick Rothfuss
Primeiro livro da trilogia A crônica do Matador do Rei.
Comprei esse livro por dois motivos: Um, porque foi indicado pelo Carlos, do canal O bolseiro do Sul, que aliás, é ótimo. Dois, por que estava numa promoção imperdível. rs
Também é outro que não vejo a hora de começar a ler.


9# Os Pilares da Terra - Ken Follet
Esse livro foi o meu queridinho de aniversário *.* É uma edição linda, super caprichada e estava num bom preço. Se não me engano, saiu por 40 reais, sendo que a edição original do livro era dividida em dois, cada um custando 40 e cá pra nós, a capa era bem feinha. rs. Do mesmo autor de Queda de Gigantes. 


Chegamos ao fim de mais um BookPhoto, realmente, foram muitos livros, mas porque eu deixei acumular por dois meses. rs Espero que tenham gostado e continuem ligados no AMNL.
Beijos e até a próxima.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

My Wishlist #3


Olá seguidores do AMNL. O Natal está se aproximando e nada melhor que fazer uma listinha dos livros que eu gostaria de ganhar de presente. 


1. Um hotel na esquina do tempo
2. O triste fim do pequeno menino ostra
3. Uma garrafa no mar de Gaza
4. O grande Gatsby
5. O centauro no Jardim
6. A vida gritando nos cantos
7. Como viver eternamente
8. Um conto de Natal
9. A insustentável leveza do ser
10. Luna Clara e Apolo Onze


Confesso que das dez opções, Uma canção de Natal e A insustentável leveza do ser são os que eu mais gostaria de ganhar de presente. rs E vocês, já leram algum desses livros ou um deles também está na sua wishlist? 

Beeijos. Até a próxima o/


quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Nova Coluna do AMNL: Scan #1

Essa cena faz parte do capítulo 2 de Kimi Ni Todoke e na minha opinião, essa é uma das mais fofas e engraçadas do mangá. 
Gostei tanto desse capítulo, que resolvi postá-lo aqui no blog e então, tive um estalo na mente e veio a ideia de criar uma nova coluna para o AMNL. Resolvi chamá-la de SCAN, por serem imagens scaneadas por mim e talz. 
Essa coluna pode ser relacionada a livros ou quadrinhos, pode conter imagens ou apenas textos. O objetivo é dividir com os leitores algo que chamou minha atenção no que estou lendo. Resumindo, funciona como Quotes, só que em imagens. rs
Espero que vocês gostem.

Fiz uma pesquisa e não encontrei nenhum blog ou site que tivesse uma coluna desse tipo. Portanto, se forem usar em seus blogs, peço que deem os créditos ao AMNL, okay? Caso você tenha tido essa ideia primeiro, por favor, deixe o link do seu site nos comentários e farei a correção. E é isso. rs  

Beijos.



Para quem não conhece a história de Kimi, aqui está o link para um outro post que fiz no AMNL contando um pouco mais sobre esse mangá simplesmente incrível, feito para os românticos mais assíduos.
No início do mangá, todos acreditam que a pessoa que olhar no olhos de Sawako por mais de 10 segundos, será amaldiçoado, conhecendo a lenda Pin o professor mais engraçado do mundo decide encará-la para  provar o quanto é corajoso.
Ao perceber que se Pin sair ileso, ou seja, não sofrer nenhum resfriado, dor de barriga ou coisa do tipo, os boatos sobre a maldição podem acabar de uma vez, Kazehaya decide tentar também, embora saiba que Sawako não possui nenhum tipo de poder (conhecendo o restante da história, tenho certeza que ele queria apenas ser o benfeitor por trás dessa do fim do boato hihi), mas sabe como é, com ele não dá muito certo.
Uma gracinha essa cena 

Confiram:

ps: . As páginas estão no sentido ocidental, mas leiam os quadrinhos
      no sentido oriental.
      . Cliquem na Imagem para uma qualidade melhor. 

      . Aconselho até a abrirem numa nova guia, para conseguirem aumentá-la.






HAHAHAHAHAHAHAHA Sensacional não é? Eu ri demais. O pobrezinho só consegue ir até o 2. Fico me perguntando o que teria acontecido se ele insistisse. IAHSOAHAO
Gente, Kimi Ni Todoke é a coisa mais fofa do mundo, acreditem.



Um super beijo, até a próxima. o/ 

domingo, 18 de novembro de 2012

Garotas de Vidro - Laurie Halse Anderson



N° de páginas: 272
Capa do Livro: 4/5
Livro: 3/5



"Estou estável o suficiente para ficar em casa por enquanto. Todos dizem que estou estável.
Eu falhei ao não conseguir comer, nem tomar nada, e ao não conseguir me impedir de me cortar em retalhos. Falhei na amizade. Falhei na relação com minha irmã e também como filha. Falhei em relação a espelhos, balanças e telefonemas. Ainda bem que estou estável."

Eu deveria ter feito essa resenha no dia em que eu li o livro, aliás, todas as minhas resenhas deveriam sair no dia do término da leitura, pois dessa forma, eu conseguiria escrever com mais facilidade sobre o que eu senti no decorrer da história. Infelizmente, as coisas não funcionam dessa forma, mas posso dizer com toda a certeza: Que agoniante!

Lia tem distúrbios alimentares e 33 chamadas não atendidas de sua amiga morta no celular: Cassie. Elas se conhecem desde crianças, mas uma aposta de início inofensiva, se transformou num enorme pesadelo. Lia tem a chance de escapar, mas, a pergunta é: Ela deseja escapar?

Essa foi uma sinopse mega resumida, mas que na minha opinião, já revela bastante sobre o enredo. Eu gostei do livro, apesar de achar que Laurie não é uma super escritora, porém, Garotas de Vidro tem potencial, é comovente e bastante reflexivo. Fico me perguntando se o intuito é que ele fosse além disso, perturbador. 

Como fuga de seus problemas, Lia se autoflagela em locais difíceis de ver as marcas e esse foi um dos momentos em que eu fiquei realmente nervosa com a narrativa da protagonista, pois as feridas se abriam, isso era enfatizado, descrito e eu pensava seriamente em parar de ler. (Já contei que sangue, cortes, ossos ou qualquer coisa relacionada ao corpo me deixam muito agoniada? Sim, eu jamais poderia fazer medicina.)

Lia é triste, paranoica e tem muitas alucinações. Um dos pontos positivos da autora foi saber passar aos leitores o quanto a protagonista está confusa e perdida com a sua doença, quanto ao que aconteceu com Cassie e também sobre sua relação com a família. 

A contagem de calorias, a dor de ser cortar, o frio, o medo, a culpa, as constantes alucinações com Cassie e a fome, são os grandes inimigos de Lia, mas acima de tudo, o fato de não acreditar que precisa de ajuda e a descrença na doença, é o que pode de fato matá-la.

Dei três estrelas para Garotas de Vidro porque foi uma história, para mim, muito difícil de se ler. A protagonista sofre muito e vê-la passando fome, rejeitando bolinhos, mesmo que quisesse devorá-los, cortando a pele próxima às costelas, a narração desse fato, nossa, eu fiquei realmente enjoada. Creio que histórias desse gênero não sejam o meu forte.

Apesar da dificuldade de prosseguir com a leitura, de não considerar a escrita da autora uma das melhores que já vi e sofrer junto com a Lia e sua narrativa dura, o livro traz um tema muito interessante e um final que vale a pena conferir. 

Três estrelas, pois é um bom livro.

sábado, 20 de outubro de 2012

Calafrio - Maggie Stiefvater


N° de páginas: 348
Capa do Livro: 5.0
Livro: 5.0 

"Fechei os olhos. Por um breve momento desejei de todo o coração que ele fosse apenas um rapaz normal, para que eu pudesse ir embora furiosa, com meu orgulho e minha indignação. Mas ele não era. Era frágil como uma borboleta no outono, esperando ser destruída pela primeira geada. Então engoli a raiva, um gole amargo, e abri um pouco mais a porta.
- Nunca mais quero que você pense uma coisa dessas, Sam Roth."

"Eu sinto falta de ser eu. Sinto falta de você. O tempo todo."

"- Ah, meu Deus, o que é isto?
Com o polegar e o dedo médio, dei um peteleco no pompom multicolorido que eu carregava no alto da cabeça.
- De onde eu venho, chamam isso de chapéu. Mantém minhas orelhas aquecidas.
- Ah, meu Deus - disse Sam de novo, e chegou mais perto. Pegou meu rosto entre as mãos e me examinou. - É um horror de tão bonitinha!
Então me deu um beijo, olhou para o chapéu, e me deu outro beijo.
Jurei a mim mesma jamais perder o chapéu de pompom."

Sou uma grande fã de livros com a temática sobrenatural, principalmente se for um romance. Esse ano tive a honra de ler um dos melhores livros já lançados com esse tema: Calafrio. Infelizmente eu demorei muito para escrever essa resenha, deveria tê-la escrito assim que terminei o livro, pois dessa forma estaria com cada palavra fresca em minha mente e a resenha ficaria infinitamente melhor e assim, faria jus à história.

Grace Brisbane foi atacada por lobos quando tinha 11 anos de idade, porém, um dos lobos, de inesquecíveis olhos amarelos, salvou sua vida. Desde então, Grace aguarda ansiosamente por todos os invernos para poder reencontrá-lo mais uma vez e ele sempre aparece, mesmo que escondido entre as árvores do bosque, mas não importa, ele está sempre lá, encarando-a, observando cada movimento seu. 

Seis anos depois, um garoto da escola de Grace é assassinado e tudo indica que foi um ataque de lobos, os moradores da cidade acreditam que eles são uma ameaça e por isso, é unanime que os lobos devem ser caçados. Grace tenta impedir a chacina, porém ela falha e tudo está perdido, nunca mais ela veria o seu lobo. Porém, ela encontra um garoto baleado e nu caído perto da soleira de sua casa, Grace entende que aquele garoto é o seu lobo, no momento em que vê os olhos que nunca saíram de suas lembranças: amarelos e profundos.

A partir daí, somos sugados para o mundo de Mercy Falls e só conseguimos sair de lá quando o livro chega na sua última página. O romance de Maggie é muito bem elaborado. Como eu posso explicar? É um romance saudável (livre de posse), maduro, delicado e triste, muito triste. Perdi a conta de quantas vezes Grace e Sam fizeram meu coração ficar apertado e meus olhos marejados de lágrimas. 

Em momento algum o livro me deixou entediada ou querendo terminá-lo de uma vez, muito pelo contrário, eu temia o final, por isso fui lendo devagar, mesmo roendo as unhas por querer saber o que iria acontecer. Todos os personagens do livro são cativantes e eu ficava triste toda vez que acontecia algo inesperado com algum deles. Sim, Calafrio é um livro em que você se apaixona, sofre, ri e chora junto com os personagens e o melhor é a narrativa sem enrolações. 

Uma curiosidade é que enquanto eu lia o livro, muitas dúvidas apareciam na minha mente e eu pensava "Ih. A autora deixou um buraco aqui. Será que ela percebeu? Ela vai explicar isso?" e eu ficava toda "OMG! Ela explicou. Nossa, ela é dms" quando vinha a resposta para as minha dúvidas. Isso aconteceu, por exemplo, quando Sam disse que no frio eles se transformavam e eu me perguntava "Então porque eles não moram num lugar com um clima tropical?" e adivinhem, a autora já havia pensado em tudo. 

Ai gente, a protagonista é uma fofa, eu simplesmente adorei a Grace. E o Sam? Ele é muuuuito meigo. Não tem como não se apaixonar. Foi um dos melhores do ano. Calafrio é uma leitura SUPER RECOMENDADA. Não tem como não se encantar pela história e pela escrita de Maggie

Cinco estrelas super merecidas. 

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Resenha: A Lista Negra - Jennifer Brown



N° de páginas: 272
Capa do Livro: 4.0
Livro: 5.0

"Vamos mostrar ao mundo que eles estavam errados e ensiná-los a obedecer o que tivermos falado" Nickelback

Nick Levil tirou vidas e deixou cicatrizes que marcarão para sempre a vida dos estudantes do Colégio Garvin. É o que dizem sobre ele e é como ele será lembrado: O cara mau que atirou em pessoas inocentes. Mas, para Valerie Leftman de 16 anos, ele era muito mais que isso, Nick era seu confidente, seu melhor amigo, o maior fã de Shakespeare que ela conhecia e o principal, ele era a pessoa que Valerie mais amava. O que ela nunca imaginou é que aquela manhã seria a última de sua vida, pelo menos da vida que ela conhecia, pois logo tudo iria virar de cabeça para baixo.

Assim que vi a sinopse do livro e li algumas resenhas, fiquei super ansiosa e cheia de expectativas quanto a leitura. Fiquei impressionada por um tema tão difícil ter sido desenvolvido de uma maneira tão delicada. Há momentos no livro em que é impossível não se sentir triste por Valerie, por Nick e por todos os envolvidos. Jennifer escreveu um livro feito para comover a todos.

A lista negra não é uma história sobre uma adolescente que se meteu numa situação difícil e agora, incompreendida e injustiçada, tem que encontrar a felicidade em meio ao caos. Não se engane pensando que o livro é superficial, pois não é. Na realidade, o romance de Jennifer nos mostra a fragilidade do ser humano refletida nos seus atos. 

Nick perdeu o controle após tanta humilhação e tristeza, como resposta a tudo que o fizeram passar, ele usou a violência, ato que resultou numa grande tragédia. Quanto a Valerie, a cada página ela tenta aprender a aceitar sua situação, aceitar a perda de Nick, superar suas falhas e os inúmeros obstáculos que aparecem a todo tempo em seu caminho, lidar com toda a carga de culpa que depositaram em suas costas e tentar seguir com sua vida, mesmo quando isso parece impossível. 

É um livro triste, mas narrado com delicadeza. O final... nossa, é único. Inevitável não derramar lágrimas, ainda mais quando o tema é real e palpável dessa maneira. A Lista Negra é uma história que merece ser lida. 

Cinco estrelas.

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Especial - Direto do Japão: Kimi Ni Todoke (Karuho Shiina)

Nova Coluna do blog A Mágica nos Livros
onde irei compartilhar com vocês o pouco que sei
sobre mangás e também recomendar os que considerar
que valem a pena ser lidos. É apenas uma novidade.
Espero que gostem. ^^


Queridos seguidores do Blog. Meu fascínio por papel vai além de livros. Por isso decidi criar essa coluna super especial para o AMNL, pois há tantas séries boas de mangás e animes que senti a necessidade de compartilhar isso com vocês. Deem uma chance à nova coluna do blog, garanto que vocês não irão se arrepender. *.* Um super beijo.


Karuho Shiina -
Não há fotos
da autora
na internet. rs
Kimi ni Todoke - Que chegue a você (BR) é uma série de mangás shoujo (voltado para o público feminino) criada por Karuho Shiina e publicada pela primeira vez no Japão em 25 de maio de 2006 pela editora Shueisha. Não sei dizer ao certo quantos volumes a série possui, pois os dados que encontrei na internet são antigos. Dizem que a série é composta por 13 volumes no Japão, porém, vi num outro site que vai até a 15 no JP e que ainda está em andamento. A única certeza que tenho é que no Brasil estamos na 9° edição. rs 

O anime possui duas temporadas, a 1° com 25 episódios, lançada dia 06 de outubro de 2009 e concluída em março de 2010 e a 2° temporada foi ao ar dia 11 de janeiro de 2011 e concluída em 30 de março de 2011, possui 13 episódios. Ambas as temporadas foram exibidas pela emissora japonesa NTV. O mangá foi anunciado no início de 2011 pela editora Panini e começou a ser publicado no Brasil em 2 de maio de 2011.

Sawako Sombria
Sawako Kuronuma está no 1° ano do colegial (no Japão chama-se Koukou e equivale ao nosso Ensino Médio) e por causa de seu nome e aparência - branca, magra, cabelos longos e negros - é conhecida como Sadako (referência à personagem de Ring - O Chamado). Apesar de parecer extremamente sombria e assustadora, Sawako é uma menina doce e otimista que está sempre se esforçando para se socializar com os colegas de classe. Seu lema é "Uma boa ação por dia" e por mais que seja ignorada por todos a sua volta, ela está confiante que no dia seguinte tudo será diferente. 


Sua vida muda quando um aluno extremamente popular e querido por todos, simplesmente não tem medo de lhe dirigir a palavra, não foge quando ela lhe deseja bom dia e que está sempre sorrindo, passa a protegê-la e estar sempre por perto. Shouta Kazehaya deixa Sawako extremamente desconcertada e muitas vezes extremamente emotiva, já que ela não está acostumada a ser bem tratada pelos outros alunos. Kazehaya se torna um ídolo para Kuronuma e por mais que ele diga que tudo o que ela conseguiu conquistar foi por esforço próprio, ela insiste em dizer que foi ele quem a fez superar os diversos obstáculos que atrapalhavam sua relação com as pessoas.

Ele é conhecido por sempre ajudar os alunos considerados "deslocados", porém, a verdade nessa história toda é que Kazehaya está apaixonado por Sawako. Além de ser um carinha super do bem, é lindo, fofo, gentil ciumento e tímido. Garanto a você, ele VAI roubar seu coração. 


Eu já ri, me emocionei e quis dizer "Sawa, acorda, ele gosta de você caaaara". IHAOSOA Aviso logo que a partir do momento em que você ler o primeiro mangá, não irá se contentar até saber o final da história desses personagens maravilhosos e irá sofrer como muitos fãs da série com a publicação BIMESTRAL da Panini. MUAHUAHUA

Yano e Chizu *O*
Conheci Kimi ni Todoke primeiramente através do anime, assisti todos os episódios num único fim de semana (não é algo de que eu tenha orgulho). hoho Soube por uma amiga que o mangá já estava sendo lançado no Brasil e que valia a pena fazer a coleção. Foi aí que resolvi pesquisar e descobri que a história não parava no último episódio da 2° temporada e que ainda havia muita água para rolar nesse romance. Hoje tenho as 9 edições já lançadas no Brasil (todas possuem capas LINDÍSSIMAS) e estou roendo as unhas pela próxima que será lançada apenas em outubro desespero.

Coleção s222
O sucesso de Kimi foi tão grande que lançaram em janeiro de 2010 um Dorama/Live Action (filme com atores de verdade hoho) baseado na série de mangás. Eu já assisti e fiquei apaixonada pelo ator *O* pelo filme, que por acaso, foi muito bem recebido pelo público. Ah, por último, mas não menos importante, a trilha sonora do anime é muuuuito bonitinha, a versão de Kataomoi apenas no piano é fofinha demais. No final da página deixarei diversos links para vocês, quem tiver se interessado pela série, basta apenas dar um clique para conferir e tirar suas próprias conclusões. 

                            

Curiosidade: O fofolindo Ryu Sanada é o personagem mais blasé do mangá e super fã de Red Hot Chili Peppers, mas só temos certeza que a autora se refere à banda na edição 6 do mangá. Vejamos um dos bonés preferidos do moço:


YEAH! \o/
Chegamos ao fim do nosso post Especial, espero que vocês tenham gostado e não esqueçam de deixar um comentário pra dar um UP aqui no blog, viu? Podem deixar sugestões, críticas, tirar dúvidas e coisa e tal. Obrigada pela atenção. Um beijo e até a próxima. ;*



Links
Anime Online: 
*Caso o site acima trave, tente esse.



Trilha Sonora:
Kimi ni Todoke - Tomofumi Tanizawa
Kataomoi - Chara 


Mangás:


Fontes:
Kimi ni Todoke BR           

BookPhoto #7

Bem vindos a mais um BookPhoto do blog A mágica nos livros.
Nesta coluna do blog compartilharei com vocês alguns dos livros que adquiri nesses últimos meses.
Não deixem de comentar caso já tenham lido ou se interessado por algum item da lista. Bjs bjs :*


O resgate do Tigre - Colleen Houck
"Fé. Confiança. Desejo. Até onde você iria para libertar a pessoa amada?"
O primeiro livro da série tornou-se um dos meus livros preferidos do ano e logo que terminei a leitura fui direto enviar um email para a editora perguntando quando seria o lançamento do 2° livro. Confesso que a capa não é nem de longe mais bonita que a primeira, na minha opinião, mas pelo simples fato do tigre negro - Kishan - estar em evidencia já me deixa feliz. Não vejo a hora de entrar no mundo de Kelsey, Ren ♥ e Sr. Kadam. Tiger's Curse é uma série super recomendada para quem gosta de romance sobrenatural. 

Cidade de Vidro - Cassandra Clare
Os instrumentos mortais é outra série que gosto bastante. A rotina de um caçador de sombras é simplesmente de tirar o fôlego e em Cidade de Vidro a autora Cassandra Clare não dá um momento de descanso para nossos frágeis corações. Por enquanto é o meu livro preferido da série, principalmente por dar bastante espaço para o Simon fofolindo. hihi

Garotas de Vidro - Lauren Halse Anderson
"A verdade nem sempre é o que enxergamos."
Consegui trocar esse livro pelo skoob com a fofíssima Jordana do blog feedyourhead e como comentei na coluna O que li e o que estou lendo #6, a leitura não é muito fácil, talvez porque o tema seja delicado (anorexia) e a autora seja bastante realista na sua escrita. Mas, a leitura flui e é isso que realmente importa. rs


À procura da Felicidade - Chris Gardner
"Apenas uma coisa para mim é mais importante que todas as outras: meu compromisso com meu filho. E essa é a nossa história." 
Não que eu seja uma super fã do Will Smith, mas eu simplesmente adoro a maioria dos filmes em que ele atua e não foi diferente com À procura da Felicidade. Comprei esse livro por R$9,90 numa livraria perto de onde estudo e nem preciso dizer que fiquei super feliz, né? A capa é linda e a diagramação é ótima. É um dos próximos que irei ler também.

Calafrio - Maggie Stiefvater
"Misturando suspense, sensualidade e fantasia, Calafrio é a história de dois jovens que aceitam correr todos os riscos, até mesmo o de deixarem de ser quem são."
Salve o Estante Virtual, viu gente? Eu simplesmente encontro todos os livros que eu quero por um bom preço e praticamente novos nesse site. *.* Os Lobos de Mercy Falls é uma série que recebe muitas críticas positivas e obviamente, eu precisava conferir se era realmente tão boa quanto dizem. Além de ter uma capa linda e simples, a escrita da autora é simplesmente encantadora. Maggie está conquistando o meu coração. Já estou na página 98 e faz apenas 1 dia que estou lendo. A história é tão leve e instigante, não dá vontade de parar de ler. Há um bom tempo um livro não me prende dessa forma. Mas, sinto que será uma história triste, mas tudo bem, estou preparada.

Quebra de Confiança - Harlan Coben
"No primeiro caso de Myron Bolitar, Harlan Coben nos faz mergulhar na indústria do sexo e nos negócios escusos por trás da contratação de grandes atletas."
Coben é um autor mega famoso por suas histórias mirabolantes e esse é o 2° livro dele que eu tenho, porém, ainda não li nenhum dos dois. hohoho Também consegui trocá-lo pelo Skoob com a Andressa. Não sei quando irei  começar a leitura, mas é bom já ter o meu garantido. ^^  


Livrinhos que troquei *.* Chegaram no mesmo dia. rs

E é isso, pessoal. Chegamos ao fim de mais um BP e espero que vocês tenham gostado. Beijoss!

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

O que li e o que estou lendo #6

Olá seguidores do AMNL, tudo bem com vocês? Andei sumida por um bom tempo aqui do blog, mas não por descuido, viu? O motivo é que este é meu último ano de Ensino Médio e o vestibular tá fervilhando por aqui rs. Tive que me dedicar mais a outros assuntos e por isso não tive muito tempo para atualizar o blog. Porém, agora eu voltei e tenho muitas novidades. Fiquem ligados.
Um beijo e obrigada por seguirem meu blog. 


Livros que Li:
. Cidade de Vidro - Cassandra Clare
Adoro a série Os Instrumentos Mortais e Cidade de Vidro tornou-se o meu preferido, pelo menos por enquanto. Porém, eu sempre dou 4 estrelas para os livros da Cassandra, porque
 não consigo achar a história excelente, sabe? Mas, confesso que esse chegou bem perto das 5 estrelas. UAU. Aconteceu tanta coisa e continuo amando o Simon. *.* Estou bastante ansiosa pelo próximo livro da série, que aliás, já foi lançado aqui no Brasil com o título Cidade dos Anjos Caídos. 

. Pollyanna - Eleanor H. Porter
Tanto a capa quanto a história do livro são muito bonitinhas, mas minha nota para Pollyanna foi de apenas 3 estrelinhas. Não vou falar muito sobre minhas impressões agora porque pretendo resenhá-lo em breve, portanto, quem estiver interessado, fique de olho no AMNL. (y)

. A Lista Negra - Jennifer Brown
Eu estava com uma enorme expectativa quanto a história desse livro, principalmente após ler algumas resenhas. A lista negra emocionou e cativou muitos leitores e, bem, eu fui um deles. rs Conto mais quando resenhá-lo.

O que estou lendo:

. Garotas de Vidro - Laurie Halse Anderson
Após a leitura de A lista negra, esse foi outro livro que eu peguei para ler, ou seja, uma história forte atrás da outra. Por experiência, aviso que você deve ter um certo preparo psicológico para você ler Garotas de Vidro, porque eu realmente estou ficando aflita em determinados pontos da história e a Lia me deixa enjoada de vez em quando. Mas, é um livro que vale a pena. Estou na página 125 de 269, conto para vocês o que achei na resenha.

. Antes que eu Vá - Lauren Oliver
Esse livro sempre esteve no topo da minha lista de desejados, mas por algum motivo eu sempre o deixava de lado e comprava outro no lugar. Um dia tomei vergonha na cara e resolvi levá-lo para casa. Agora estou na página 142 de 354 e já aconteceu bastante coisa. Confesso que no início eu achei a vida da protagonista uma completa perda de tempo. Sério, era medíocre de ler, já estava me irritando. Mas, essa fase dela já está passando e a Samantha está amadurecendo e vendo tudo o que acontece por outra perspectiva, amém. rs Logo conto para vocês o que achei do livro. 


Chegamos ao fim de mais um O que li e o que Estou lendo. Espero que tenham gostado e até a próxima. ;*

*Clique na foto para uma aumentá-la. ^^
**Minha câmera quebrou, gentes. Por isso fiz o post com fotos que tirei usando meu celular. rs Peço desculpas pela resolução ruim.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Resenha: Personal Demons (Amor Infernal) - Lisa Desrochers


N° de páginas: 487
Capa do Livro: 4/5
Livro: 3/5

''O céu ou o inferno? Um anjo ou um demônio?
O que você escolheria?
Tem certeza?''

Frannie Cavanaugh, é uma estudante do colegial e faixa preta em Judô, possui muita culpa em seu coração e um passado que deseja esquecer, porém, nas últimas semanas vem passando por um momento bastante incomum, parece que os dois carinhas novos/lindos do colégio estão disputando ferozmente sua atenção.
De um lado, temos Gabe com seus lindos, profundos e tranquilizadores olhos azuis, do outro, Luc, que possui um olhar quente capaz de aflorar os pensamentos mais mórbidos na mente de um simples mortal. Dividida entre os dois, Frannie simplesmente espera para ver no que vai dar, mas há um problema... têm muito mais nessa disputa do que ela imagina: Uma richa de outros tempos e sua alma.

Quem ler essa sinopse provavelmente irá se interessar pelo livro, ainda mais por ser tratar de um romance entre um demônio e uma humana, sim, pois Gabe está em segundo plano aos olhos de Frannie (doida). Realmente, a história é interessante e o livro possui muitos elementos para ser considerado bom, mas infelizmente a autora pecou na caracterização dos personagens e no desenvolvimento dos diálogos.

A impressão que eu tive foi a seguinte, sabe quando você está lendo um livro com o casal mais fofo do mundo e você não vê a hora do momento em que eles ficarão sozinhos? Então, a autora pegou esses momentos e os transformou num livro. Assumo que já imaginei como seria um livro apenas com esses momentos traumantes e vejam só, Personal Demons é exatamente esse tipo de livro, por isso, posso afirmar à vocês que se todos os livros fossem assim, ler romances não seria, nem de longe, algo tão bom.

Os capítulos variam da Frannie agarrando o Luc, para a Frannie agarrando o Gabe, e então há um desenvolvimento da história e a Frannie volta a agarrar o Luc e assim por diante. Sem contar que a narrativa da protagonista não é nada instigante, nem sempre temos vontade de continuar para saber o que vai acontecer e ela não é nada encantadora. Esses foram pontos da leitura que realmente me incomodaram.

Em contrapartida, nos últimos capítulos do livro a história fica mais movimentada e o final nos deixa com uma pontinha de curiosidade para ler a continuação da série. Isso e o Gabe, são os motivos que me fizeram dar três estrelas para Personal Demons e querer ler Pecado Original (capa em que o Gabe está em evidência *.*). O livro possui sua graça, mas há bastante pontos que me incomodaram. Não estou super ansiosa pela continuação, mas quero conferir e ver se houve algum crescimento do enredo.